O contedo desta pgina requer uma verso mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

História

s

Brasil rondônia Rolim de Moura

17 DE NOVEMBRO, A DATA MAIOR DE RONDÔNIA

foi justamente no dia 17 de novembro, de 1903, que os ministros plenipotenciários (*) das duas nações se reuniram em Petrópolis, cidade serrana do Estado do Rio de Janeiro, e assinaram o “Tratado de Petrópolis”, pelo qual enquanto ao Brasil competiriam as terras do Acre, à Bolívia o Brasil daria compensações em dinheiro, 2 milhões de libras esterlinas (àquela altura a moeda mais forte era a libra inglesa) e construiria uma ferrovia que, margeando o lado direito do Rio Madeira oferecesse condições a que produtos de interesse boliviano, tanto de importação quanto de exportação, pudessem ter trânsito para e daquele país.

E foi justamente essa cláusula, a da construção de uma ferrovia, no caso a Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, que gerou Rondônia, daí não se poder dissociar da importância que teve, para nós aqui, aquele 17 de Novembro, quando, em decorrência da “Guerra do Acre” foi possível oferecer meios para o surgimento, 78 anos depois, do Estado de Rondônia.

Se a questão histórica for tratada sem bairrismo, considerando-se fatos que realmente aconteceram e que tiveram influência direta na região, não há como dissociar essa data, haja vista ali ter sido o nosso “alfa”. Se alguém disser que, para Rondônia, “tudo começou dia 17 de novembro de 1903”, quando praticamente nada havia por aqui, não estará longe da realidade.

Estará apenas fazendo o devido reconhecimento histórico, como aquele dito do “dar a Cesar o que é de Cesar”. Aliás, é preciso lembrar que o professor Abnael Machado de Lima, sem qualquer dúvida a nossa grande referência em História Regional, durante a audiência pública realizada pela Assembléia Legislativa sobre a data do Estado, posicionou-se favorável a que fosse considerada a data do Tratado de Petrópolis como o Dia do Estado.

Fonte:www.tudorondonia.com

2010- 2011 -Arquivo Fotográfico de Rolim de Moura- AFOTORM Todos os direitos reservados.