O contedo desta pgina requer uma verso mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Exclusivo: as lágrimas e os sonhos de Seedorf em sua despedida do Bota

Publicado Afotorm - 20/01/2014

Esporte Espetacular mostra a emoção na despedida aos colegas
do Botafogo e resgata seu começo como técnico no Brasil

Foto: Assessoria.

"A passagem de Seedorf pelo Brasil não se limitou ao Botafogo. Além de ter feito parte do movimento Bom Senso FC, que une os jogadores do Brasil na luta por seus direitos, ele se aprofundou nos estudos em sua preparação para ser treinador..."

Clarence Seedorf vai deixar saudade no Botafogo. O Esporte Espetacular captou, com exclusividade, as imagens da emocionante despedida do holandês ao grupo do Botafogo e refez os primeiros passos do ex-botafoguense como treinador, conversando com os meninos do time sub-17 do Boavista, onde ele fez um estágio para complementar sua especialização como técnico. Seedorf já está na Itália, onde vai estrear neste domingo no comando do Milan contra o Verona pelo Campeonato Italiano
O último ato de Seedorf como jogador de futebol foi com bola na rede. Um toque que deu ao Botafogo o terceiro gol na vitória sobre o Criciúma - e que garantiu o Glorioso na Libertadores. Ao todo, foram 84 jogos e 24 gols com a camisa alvinegra em dezessete meses e oito dias de uma relação muito emocional, com vários momentos em que as lágrimas afloraram. E não foi diferente na despedida. .
- Obrigado mesmo, de coração. Não é fácil para mim, deixar assim, no meio do caminho, um grupo desses. Que foi a minha maior motivação (chora). Se não tem a motivação, se não tem um grupo unido, se não tem espírito justo, não consegue dar resultado, porque a parte técnica é uma consequência de tudo isso que a gente já viveu. A gente construiu isso – disse um emocionado Seedorf.
- Meu sonho agora é que eu possa ver esse espírito sempre dentro do campo. Esse espírito vencedor, esse espírito de companheirismo, que em poucos outros lugares eu vivi como o que eu vivi com vocês. Com muito mais dificuldades, é lógico, que não sou eu que fiz a diferença. Foi a vontade do grupo. A vontade do grupo que fez a diferença. Não tem que parar de sonhar, não. Não é porque agora a Libertadores chegou que vai parar, eu acho que a gente tem que pensar já no Mundial. Coloque esse pensamento na frente, porque tem condição aqui para fazer muito bem – disse o holandês.A qualidade e o jeito profissional de Clarence não serão esquecidas no clube de General
como técnico no sub-17 do Boavista
A passagem de Seedorf pelo Brasil não se limitou ao Botafogo. Além de ter feito parte do movimento Bom Senso FC, que une os jogadores do Brasil na luta por seus direitos, ele se aprofundou nos estudos em sua preparação para ser treinador. Para se formar como técnico no curso realizado pela Federação Holandesa, Seedorf precisava fazer um estágio na prática. Isso aconteceu entre março e dezembro de 2013, quando comandou cerca de 80 sessões de treinamento com a equipe sub-17 do Boavista, de Saquarema (RJ). Os treinos eram realizados no acanhado estádio Eustáquio Marques, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, e marcaram todos que puderam conviver com o craque holândes.
Ele será o primeiro técnico negro do Milan, e o segundo na Itália - o primeiro foi Jarbas Faustinho, o Cané, brasileiro que fez toda sua carreira na Itália e comandou o Napoli em 94/95. Seedorf não se importa com essa questão étnica.

 

 

 

 


Fonte: Assessoria De Comunicação - Prefeitura Municipal de Rolim De Moura