O contedo desta pgina requer uma verso mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Ministra entrega cartões do Vale-Cultura

Publicado Afotorm - 22/01/2014


Foto: Assessoria.

"Marta Suplicy argumentou que o Vale-Cultura atua de forma diferente da maior parte das políticas culturais que, normalmente, fornecem incentivos à oferta. O Vale-Cultura atua fomentando a demanda..."

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, foi a convidada especial do Banco do Brasil (BB) na cerimônia de entrega simbólica de cartões do Vale-Cultura a funcionários do Banco. O evento aconteceu na manhã desta sexta-feira (17), no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), localizado no centro de São Paulo.

Dois funcionários do Banco foram escolhidos para receber os cartões das mãos da ministra da Cultura, e de Juvandia Moreira Leite, presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo. A partir do dia 31 de janeiro, o valor será creditado no cartão e os funcionários que aderiram vão poder começar a usá-lo.

Segundo dados do Banco do Brasil, até o dia de hoje, cerca de 28 mil funcionários já haviam aderido ao benefício. Isso representa um universo de aproximadamente 67% dos funcionários que estarão aptos a solicitar o Vale-Cultura em um primeiro momento, uma vez que ele deve ser oferecido, prioritariamente, a trabalhadores com ganho de até 5 salários mínimos.

"Estamos lançando algo muito inovador", disse a ministra ao apresentar as características do benefício. Marta destacou que o Vale vai beneficiar toda a cadeia produtiva da Cultura, do público, a produtores, aos artistas: "O vale vai permitir aos grupos [de artistas] conquistarem novas plateias, vai estimular a experimentação também para os artistas, não só para os consumidores".

Marta Suplicy argumentou que o Vale-Cultura atua de forma diferente da maior parte das políticas culturais que, normalmente, fornecem incentivos à oferta. O Vale-Cultura atua fomentando a demanda.

A ministra chamou a atenção para as medidas que o Brasil vem adotando para eliminar a miséria do País e destacou que o Vale-Cultura é um passo a mais nesse percurso: "Chegou a hora do alimento para a alma no Brasil e o Vale-Cultura vai dar esta possibilidade".

Paulo Ricci, vice-presidente de Varejo do Banco, lembrou que o Banco do Brasil está em 70% dos municípios brasileiros e, por isso, vai ser um grande colaborador na difusão do benefício por todo o país. "Tenho certeza que o Brasil dá um grande salto".

Já Carlos Neto, diretor de Gestão de Pessoas do BB, destacou a importância do benefício para os funcionários do Banco: "A Cultura atua na construção de sentidos e isso se reflete no mundo do trabalho".
Marta elogiou a parceria do Banco em projetos do Ministério. Além de fornecer o Vale-Cultura, o Banco do Brasil também atua oferecendo atrações diversas em seus Centros Culturais, localizados em diferentes Estados do Brasil e no Distrito Federal, e em suas ações de fomento à prática artística. A cerimônia foi aberta por uma apresentação de arte-educadores do Centro Cultural.

Investimento do MinC

Marta falou ainda sobre algumas das iniciativas do MinC para ampliar a oferta de Cultura pelo País, citou os investimentos da pasta para a restauração de museus – R$20 milhões em parceria com a Petrobrás -, o PAC das Cidades Históricas que deve investir R$1,6 bi em três anos na restauração do Patrimônio Histórico Nacional e o Prêmio Carequinha de Incentivo ao Circo, realizado pelo MinC através da Funarte. Segundo a ministra, o prêmio deve estimular os Circos a se equiparem de modo a oferecerem apresentações teatrais, cinema, e outras, além da tradicional atração circense.




 

 

 

 

Fonte: www.cultura.gov.br