O contedo desta pgina requer uma verso mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Rolim de Moura: Heróis Rolimourense no Esporte e na Vida

Publicado Afotorm - 22/03/2014

Wagner Tenório e Allisson Pomechingsk Recordistas Brasileiros Paralímpico

Foto: Carlos Neves.

"Agora os dois Allison e Wagner recordistas brasileiros com índice para participar do Open Internacional da Caixa que será realizado no mês de Abril em São Paulo-SP com atletas do mundo todo..."

Nossos heróis participaram de mais uma etapa do Circuito Paralímpico da Caixa realizado nos dias 22 e 23 de fevereiro de 2014 em Uberlândia-MG, trazendo em suas bagagens mais seis (6) medalhas e dois (2) Recordes Brasileiros. Atletas da vida não se abatem, nem desistem de enfrentar suas próprias deficiências e a deficiência do poder publico, que insiste em não dar a atenção merecida para atletas genuinamente Rolimourense que se alto patrocinam e viajam para subir o lugar mais alto do pódio e dizer, "Sou de Rolim de Moura em Rondônia na Amazônia".


Quando se diz atleta paralímpico muitos torcem o nariz, será que estes atletas sejam inferiores comparados com os Olímpicos, com sua saúde perfeita, corpos treinados a vida toda para este objetivo, ser herói olímpico, é diferente dos paralímpicos? Que acabam se dedicando ao esporte para superar suas deficiências físicas? E a força de vontade? O que dizer para dois atletas do interior da Amazônia em um município como o nosso, que não tem nenhuma tradição e compromisso com o atletismo, longe dos grandes centros urbanos brasileiros com grandes investimentos e planos de governo para apoiar seus atletas. E ai surge na Amazônia dois atletas com Paralisia Cerebral que poderiam estar confinados a sua própria deficiência e se atiram rumo ao desconhecido, pagando passagens de ônibus de avião e despesas de alimentação do seu próprio dinheiro, economizado durante todo o ano.
Voltam para casa Recordista Brasileiro, que estado e município brasileiro não queriam estes atletas?


Agora os dois Allison e Wagner recordistas brasileiros com índice para participar do Open Internacional da Caixa que será realizado no mês de Abril em São Paulo-SP com atletas do mundo todo, valendo para nossos heróis disputar vagas para os Jogos Paralímpicos RIO 2016.
"Até o dia de hoje ainda não conseguimos as passagens para a viagem, essa viagem não podemos nos patrocinar, estamos precisando de ajuda ou não vamos". Declarou Allison.


Allison Da silva Pomechingsk, nasceu em Rolim de Moura, tem 24 anos tem paralisia cerebral classificada como índice de deficiência T-36, estudante de Educação Física na FACIMED em Cacoal onde é bolsista, recebe da CRISTUR transporte grátis para seu deslocamento até Cacoal, o Restaurante Gosto Brasileiro fornece alimentação sem custo todos os dias para o atleta e a Academia Hidromania libera suas instalações para trabalho de musculação, Allison trabalha como monitor voluntario na escola Monteiro Lobato no projeto Mais Educação.
Conquistou nesta ultima etapa Regional do Circuito Paralímpico da Caixa em Uberlandia-MG:
- Medalha de Ouro nos 100 metros Raso.
- Medalha de Ouro nos 400 metros Raso.
-Medalha de Prata nos 200 metros Raso.
Recordista Brasileiro dos 400 metros Rasos desde 2009.

Wagner Tenório, nasceu em Rolim de Moura, tem 21 anos tem paralisia cerebral classificada como índice de deficiência T-35, estudante de Historia na FAROL onde é bolsista, a Academia Hidrômania libera suas instalações para trabalho de musculação, Wagner também trabalha como monitor voluntario na escola Monteiro Lobato no projeto Mais Educação.
Conquistou nesta ultima etapa Regional do Circuito Paralímpico da Caixa em Uberlandia-MG:
- Medalha de Ouro nos 100 metros Raso.
- Medalha de Ouro nos 200 metros Raso.
-Medalha de bronze no arremesso de peso.
Bateu seu próprio Recorde Brasileiro dos 100 metros Rasos.


 

"Wagner Tenório, nasceu em Rolim de Moura, tem 21 anos..."

"Allison Da silva Pomechingsk, nasceu em Rolim de Moura, tem 24 anos..."

 

 

 

 

 

 

 





 

 



 

 

 

 

Por Carlos Neves-Afotorm