O contedo desta pgina requer uma verso mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Rondônia: RO deve imunizar mais de 280 mil pessoas contra a gripe

Publicado Afotorm - 23/04/2014

Campanha começou nesta terça-feira, 22, em todo o país.
Grupos de imunização contra o vírus da gripe Influenza A foram ampliados.

Foto: Assessoria.

" A campanha pretende evitar complicações respiratórias, internações e diminuição do número de óbitos..."

A campanha nacional de vacinação contra a gripe começou nesta terça-feira (22), em todo o país. Em Rondônia, de acordo com o secretário Estadual de Saúde Williames Pimentel, a meta é de que 282 mil pessoas sejam imunizadas neste período de vacinação, que deve acontecer até 9 de maio. A campanha pretende evitar complicações respiratórias, internações e diminuição do número de óbitos devido à gripe e deve atingir idosos com mais de 60 anos, mulheres gestantes, população indígena, crianças maiores de seis meses de idade, mães que geraram bebês nos últimos 45 dias, profissionais que atuam no sistema de saúde, detentos do sistema prisional, grupos especiais com doenças crônicas degenerativas, diabéticos e crianças especiais com síndrome de down.

A campanha tem como diferencial neste ano, a ampliação dos grupos de imunização contra o vírus da gripe Influenza A nas crianças e manter o alto índice de redução da mortalidade infantil no Brasil, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Conforme o secretário, o governo estadual articulou com as secretarias de saúde dos núcleos regionais de Vilhena, Cacoal, Rolim de Moura, Ji-Paraná, Ariquemes, Porto Velho, a antecipação da distribuição das doses de vacinas para todos os postos de saúde de 52 municípios, que estão preparados para imunizar toda a população contra complicações respiratórias, bronquite e pneumonia. De acordo com o Ministério da Saúde, pessoas com alergia à proteína do ovo não devem ser vacinadas.

Os municípios atingidos pela cheia do Rio Madeira, como Guajará-Mirim e Nova Mamoré, receberam as doses de vacinas com antecedência, na semana passada. Segundo Pimentel, o monitoramento de doenças continua sendo feito pelas equipes epidemiológicas nas regiões atingidas pela enchente e na coleta de água na Companhia de Água e Esgotos de Rondônia (Caerd), em Porto Velho.

O secretário alerta para o retorno da população às suas casas, para que seja evitado o contato com animais peçonhentos e a ingestão de água contaminada. Uma estratégia de atendimento está montada no Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron) para atender aos atingidos pela cheia e prevenir um maior número de internações.

No próximo sábado (26), deve acontecer um dia especial com atendimento nos postos de saúde das 8h às 18h para ampliação da vacina para quem não pode comparecer durante a semana. "Se atingir antes, tudo bem. Senão, com certeza será prorrogada [a campanha de vacinação]", declarou o secretário de saúde.
Gripe x resfriado
A médica infectologista Antonieta Machado explica que o resfriado é um conjunto de sintomas como uma febre mais baixa, dor de garganta, mal estar no corpo, mas em grau baixo. Quando os sintomas se agravam é ocasionada a gripe por meio do vírus Influenza A. O tratamento pode ser feito em casa, por meio de antibióticos, para a população fora de risco, como adultos em geral, após diagnóstico médico informando sobre o grau da gripe no paciente.

 





 

 



 

Fonte: www.g1.globo.com/ro