O contedo desta pgina requer uma verso mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Estão abertas as inscrições para o Seminário de Agricultura Sustentável em Rondônia

Publicado Afotorm - 29/11/2014

Rondônia tem hoje sua força econômica baseada na atividade agropecuária.

Foto: Assessoria.

rolim-de-moura

O evento será realizado dias 19 e 20 de novembro em Porto Velho, Rondônia

As inscrições para o "Seminário de Agricultura Sustentável" - Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF) e Sistema Plantio Direto: alternativas tecnológicas para expansão agropecuária sustentável do Noroeste Brasileiro", já podem ser realizadas. O evento será realizado dias 19 e 20 de novembro em Porto Velho, Rondônia. O valor da inscrição para estudantes é de R$50,00 e para profissionais e outras categorias é de R$ 70,00. As vagas são limitadas, de acordo com a categoria. Mais informações e inscrições pelo e-mail rondonia.eventos@embrapa.br, ou pelo telefone (69)3901-2521, na Embrapa Rondônia.

O tema do Seminário vem ao encontro de demandas do setor produtivo, que busca alternativas para o aumento de produtividade, associado à eficiência da atividade e incremento na renda. Pesquisas também têm demonstrado que a integração das atividades agropecuárias é uma alternativa viável do ponto de vista técnico e econômico para a recuperação de áreas degradadas, promovendo o aumento da produtividade e trazendo benefícios tanto para os produtores quanto para o meio ambiente. Neste sentido, a integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF) e o Sistema Plantio Direto (SPD) são atualmente tecnologias que compõem uma política pública prioritária do governo federal (Programa ABC), tida como estratégia governamental, visando à recuperação de áreas degradadas e à sustentabilidade ambiental.
Rondônia tem hoje sua força econômica baseada na atividade agropecuária. Tradicionalmente, o estado tem na pecuária de corte sua principal atividade, ocupando maior área e gerando divisas, sendo o quinto exportador de carne do Brasil, com 120 mil toneladas exportadas em 2013, o que corresponde a 10% do total nacional e 2% da exportação mundial. No entanto, esta atividade explora áreas de pastagens com baixos índices de produtividade, principalmente devido ao alto nível de degradação em que estas pastagens se encontram.

Atualmente, a cultura da soja tem se expandido em Rondônia e hoje já é a principal atividade agrícola. Grande parte desta atividade tem utilizado áreas de pastagens degradadas, adotando tecnologias sustentáveis como o Sistema Plantio Direto. A soja é a principal cultura do agronegócio brasileiro e dentre os vários estados produtores do país, Rondônia, em crescente expansão da área cultivada, contribuiu com aproximadamente 191,1 mil hectares semeados na safra 2013/14, área 14% maior em relação à safra anterior (Conab, 2014).

A integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF), portanto, é uma estratégia de produção sustentável fundamentada na integração dos componentes do sistema produtivo (agrícola, pecuário e florestal) na mesma área, em cultivo consorciado, em sucessão ou rotação. Por isso, apresenta-se como uma estratégia que busca aliar o aumento da produtividade com a conservação de recursos naturais no processo de intensificação de uso das áreas já desmatadas no Brasil.

Procedimentos para inscrição

Primeiro é preciso realizar uma pré-inscrição, baixando e preenchendo a ficha de inscrição que está disponível no portal da Embrapa Rondônia, no endereço www.embrapa.br/rondonia, e reenviando-a preenchida para o e-mail rondonia.eventos@embrapa.br. Havendo disponibilidade de vagas, será emitido o boleto e encaminhado ao participante via e-mail (constante na ficha de inscrição) para pagamento. O participante, então, deverá efetuar o pagamento e enviar o comprovante para o e-mail citado acima. Após a confirmação do pagamento, a comissão organizadora enviará ao participante um e-mail com a confirmação de inscrição.

Realização e parcerias

O Seminário de Agricultura Sustentável é uma realização da Embrapa Rondônia e da Rede de Fomento iLPF – Cocamar, John Deer e Syngenta. Conta também com o patrocínio da Fertisolo, New Holand Agriculture e Agro Motores e com o apoio da Emater-RO, Banco da Amazônia, Universidade Federal de Rondônia (Unir) e Instituto Federal de Rondônia (Ifro).

 


Fonte: O Nortão