O contedo desta pgina requer uma verso mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Rondônia, um pedaço da Amazônia Parte 4

Publicado Afotorm - 21/11/2014

Telas e esculturas artísticas revelam belezas naturais e a preocupação com a biodiversidade de Rondônia

Foto: Assessoria

rolim-de-moura

Geraldo Cruz e a obra ''Pacto'' para preservação da terra. Foto: Vanessa Moura/Portal Amazônia

PORTO VELHO – Na quarta matéria da série Rondônia, um pedaço da Amazônia, o Portal Amazônia mostra como a região serve de inspiração para artistas que retratam em pinturas e esculturas o cotidiano do homem amazônida.

Geraldo Cruz é um dos artistas de Rondônia encantado pelas belezas e o povo local. O artista nasceu no Seringal Jumas, às margens do rio Madeira, no Amazonas. Ainda bebê, Geraldo chegou em Porto Velho. ''Aqui minhas raízes foram fincadas. Por mais que viajo bastante, o meu lugar é aqui, onde tenho filhos e netos. Minha arte foi desenvolvida com inspiração exclusiva da Amazônia'', afirma o artista.

Geraldo é filho de artesãos e deles surgiu o incentivo para a prática das artes. ''Diariamente, minha mãe fazia com que eu e meus irmãos exercitássemos desenhos. Só íamos brincar depois que fizéssemos algum desenho. Eu achava ruim, porque eu queria era brincar, mas depois já na escola eu passei a exercitar esse conhecimento que mamãe passou. Até comercializava capa de trabalhos'', disse.

Artes plásticas

Além da pintura, Geraldo enveredou por outras artes. ''Trilhei os caminhos da música, fui contrabaixista. Depois trilhei também os caminhos do teatro e trabalhei em oficinas que concentravam todos os segmentos culturais. Mas decidi me especializar em artes plásticas, foi quando abandonei a música e o teatro. E eu não me arrependo da escolha que fiz'', considera.

As obras de Geraldo são conhecidas pelo Brasil e até fora dele. ''Como artista plástico eu já expus em todas as capitais. Tenho obras espalhadas pelo mundo a fora'', explica. Trabalhos esses que levam um pouco da cultura de Rondônia. ''Eu sou um artista plástico impregnado pelas coisas da Amazônia. Por mais que eu não faça uma obra figurativa, mas a inspiração é a Amazônia'', afirma.

 

Por Vanessa Moura

Fonte: portalamazonia