O contedo desta pgina requer uma verso mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Rondônia: Desmatamento sobe 358% em um ano; Rondônia é o terceiro na lista

Publicado Afotorm - 22/07/2014

No relatório do Imazon, consta que 59% do desmatamento de junho ocorreu em áreas privadas

Foto: Assessoria.

"Em virtude disso, os dados de desmatamento e degradação florestal em junho de 2014 podem estar subestimados", pondera o estudo.

O índice de desmatamento da Amazônia Legal (nove estados que pertencem à bacia amazônica) no mês de junho foi mais que o dobro do registrado entre janeiro e maio de 2014. Só no mês passado, o Instituto Imazon, identificou, por meio de satélites, 843 quilômetros quadrados de desmatamento, contra cerca de 400 km² nos primeiros cinco meses do ano. Na comparação com junho de 2013, quando foram desmatados 184 km², o índice subiu 358%.

No relatório do Imazon, consta que 59% do desmatamento de junho ocorreu em áreas privadas. O restante foi registrado em unidades de conservação (27%), assentamentos de reforma agrária (13%) e terras indígenas (1%).

O instituto ressalva que, no mês de junho deste ano, o índice de nuvens estava em 30% sobre o território florestal, percentual considerado alto. "Em virtude disso, os dados de desmatamento e degradação florestal em junho de 2014 podem estar subestimados", pondera o estudo.

Dentre os Estados que compreendem a Amazônia Legal, o Pará foi o que mais desmatou em junho (54%), seguido por Amazonas (16%), Rondônia (15%), Mato Grosso (14%) e Acre (1%). Os municípios paraenses mais desmatados foram Altamira e Itaituba. Na degradação florestal, o Pará também é líder, respondendo por 44% do total degradado, seguido por Rondônia (40%), Mato Grosso (13%) e Amazonas (2%)


 

 

 




 

 

 

 

 

Fonte: www.rondoniadinamica.com