O contedo desta pgina requer uma verso mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Associação dos Cornos de Rondônia procura cabeça de boi furtada de sede

Publicado Afotorm - 23/01/2015

Objeto é um adorno símbolo da associação, que tem sede em Porto Velho. Recompensa para quem devolver é um almoço em churrascaria.

Foto: Assessoria

O presidente da Associação dos Cornos de Rondônia (Ascron), Pedro Soares, oferece um almoço em uma churrascaria de Porto Velho, como forma de recompensa para quem devolver a cabeça de um boi, que é o símbolo da associação, furtada na última sexta-feira (16). Uma semana após o furto, Pedro não tem nenhuma informação sobre o paradeiro do adorno.
"O corno sem o símbolo não é um corno. Já carrego há mais de 15 anos essa cabeça de boi, ela carrega uma tradição", lamenta o presidente, que não estava na associação quando ocorreu o furto. Ele acredita que a cabeça foi levada na parte da tarde, pois quando voltou ao local, pela manhã, notou que o símbolo da Ascron já não estava na parede onde fica exposta. "Eu peço que me devolvam, porque foi um presente que ganhei de um empresário lá de Parintins. Precisamos ter o símbolo de volta para a associação", pediu Pedro.

Fundação
A Ascron foi fundada em 1982, quando Pedro Soares descobriu a traição da primeira esposa. Ele conta que foi uma decepção, mas que ao invés de partir para cima do amante, correu dele.
"É melhor um corno covarde do que um corno valente, porque se eu tivesse sido valente eu não estaria contando a minha história hoje, poderia estar atrás das grades", afirmou.
A partir daí Pedro se tornou o eterno presidente da Ascron, e passou a ser procurado por algumas emissoras de TV nacional para reportagens. "Na época eu fui muito criticado, porque para assumir que era corno tinha que ter muito peito", disse.
Atualmente, segundo o presidente, são mais de 8.700 associados só em Porto Velho, e não são somente homens. "Mulheres e gays também aderiram a nossa entidade", confirma Pedro. Situada na rua Salvador, bairro Pedacinho de Chão, em Porto Velho, a sede da Ascron é também a residência do presidente. As reuniões acontecem quinzenalmente.
O presidente da Associação dos Cornos de Rondônia é funcionário público municipal, tem 57 anos e está solteiro, mas diz que pretende se casar novamente. "Um presidente sem uma mulher não é corno. Não posso levar uma entidade sem ser corno" finalizou, bem humorado, o presidente.

 

 

 

rolim-de-moura

local da Cabeça de boi doi furtada,na última semana
(Foto: G1)

rolim-de-moura

Foto da Cabeça de boi doi furtada
(Foto: Pedro Soares/Arquivo pessoal)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Karla Cabral/Do G1 RO