O contedo desta pgina requer uma verso mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Rolim de Moura: Diego Tassi volta criticar a Companhia de Água no município CAERD

Publicado Afotorm - 27/05/2015


Foto: Assessoria

rolim-de-moura

"Eu não quero saber quanto é dois mais dois, se é quatro ou vinte dois, a Sanerom tem que se virar junto a Caerd e resolver esse problema..."

Na última sessão ordinária da Câmara Municipal de Rolim de Moura, realizada na sexta feira, dia 22 de maio do corrente ano, durante discurso proferido pelo Vereador Diego Tassi – DEM, o mesmo voltou a tecer duras críticas a Companhia de Água e Esgoto de Rondônia – CAERD que, segundo o vereador, não vem cumprindo o que determina a Lei, lesando o consumidor e prestando um serviço de péssima qualidade.
Diego chama a atenção para a Lei Municipal de nº972/2001, aprovada e sancionada, mais que a Caerd faz vistas grossas: veja o que ela diz em seu Artigo 1º "A CAERD ou qualquer outra empresa concessionária do serviço de abastecimento de água em operação no município de Rolim de Moura – RO, será obrigada a instalar, a partir da data de publicação da presente lei, equipamento eliminador de ar na tubulação que antecede o hidrômetro dos imóveis com as despesas decorrentes da aquisição e instalação do equipamento a expensas da concessionária".
Com a criação da Sanerom, que responde hoje no município pelo Saneamento Básico e Distribuição de água no município, ficou ainda definido em Parágrafo Único "Estão sujeito ao previsto nesta lei todos os órgãos e entidades do município, bem como os órgãos e entidades públicas ou privadasque desenvolvam serviços e ações de saneamento básico no âmbito do território do município de Rolim de Moura". Dessa forma o vereador Diego Tassi enviou ofício ao Superintendente da Sanerom para que a empresa Caerd, responsável hoje pela distribuição de Água e Esgoto de Rondônia seja obrigada a cumprir a referida lei, ou que todas as ações jurídicas e administrativas sejam tomadas, pois a população não pode mais ficar no prejuízo.
"Eu não quero saber quanto é dois mais dois, se é quatro ou vinte dois, a Sanerom tem que se virar junto a Caerd e resolver esse problema, os hidrômetros precisam ser instalados, pois a população não pode continuar penalizada e pagando pelo ar e não pela água que consome". Disse o Vereador, acrescentando que não aguenta mais tanta reclamação dessa empresa.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Rolim de Moura