O contedo desta pgina requer uma verso mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Orçamento para 2018 é discutido pelos Vereadores na Câmara Municipal

Publicado Afotorm - 01/12/2017

Orçamento para 2018 será de aproximadamente 121 milhões e 500 mil reais

Foto: Assessoria

rolim-de-moura

Os vereadores convidassem técnicos do Legislativo e do Executivo para discutirem o assunto e melhorar os valores orçados.

Na manhã desta segunda feira a Comissão Permanente de orçamento, finanças, controle externo, obras, serviços públicos e infraestrutura que é composta pelos Vereadores Alisson Vinicius – PSDB, Ênio Reinicke – PMDB e Lauro Franciele Silva Lopes "Dr. Lauro" – PRB, bem como os demais vereadores que integram essa Egrégia Casa de Leis, se reuniram no Gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Rolim de Moura, Vereador Aldo Júlio – PMDB, para discutir o Orçamento para 2018, em poder dos mesmos, e que deve ser votado até o dia 15 de dezembro, antes do início do recesso parlamentar que começa nessa data.

O Orçamento do município que em 2017 foi de pouco mais de 120 milhões de trezentos mil reais, para 2018 será de aproximadamente 121 milhões e 500 mil reais e, a divisão desse orçamento, especialmente no tocante a área de saúde e agricultura fez com que os vereadores convidassem técnicos do Legislativo e do Executivo para discutirem o assunto e melhorar os valores orçados nestas pastas. Foram convidados o Secretário Municipal de Fazenda Wander Barcelar e o Técnico Orçamentário Tiago Luiz J. Bambi pela Prefeitura Municipal, e o Técnico Legislativo Joelmir Pereira e o Assessor Jurídico Jorge Galindo pelo legislativo no intuito de encontrar um consenso para o orçamento de 2018.

Entendendo que na área de saúde o município já vem passando por momentos de dificuldade, os Vereadores em acordo com os técnicos do executivo decidiram por um aumento de um milhão de reais em seu orçamento o que totalizará em pouco mais de 26 milhões para o próximo ano, enquanto que na agricultura ouve uma acrescimento de 355 mil reais, ficando orçado em pouco mais de 1 milhão e 400 mil reais. Para que isso fosse possível foram diminuídos os orçamentos das Secretarias de Administração; Secretaria de Obras; Secretaria de Fazenda; Secretaria Municipal de Governo e outras, para a suplementação nas Secretarias de Saúde e Agricultura.

Com o concordância entre as partes que participaram da reunião, ficou decidido ainda que o Legislativo deverá enviar ao Executivo um documento com as mudanças acordadas para que possa ser enviado até o início da próxima semana um substitutivo com as alterações para que seja apreciado e votado em plenário antes da data prevista para o recesso parlamentar.


 


Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura